• A CTGI
  • Serviços e Soluções
  • Educação
  • Base de Informações
  • Projetos em Destaque
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Colaboradores

Processos, Sistemas e Tecnologia da Informação: MAIO 2005

 

Nessa edição selecionamos algumas das mais recentes notícias em Processos, Sistemas e TI e ressaltamos, entre outros temas, como os setores públicos vêm ampliando a adoção das melhores práticas de tecnologia da informação e uso de BPMS. Veja também como acertar na escolha dos treinamentos de ITIL e COBIT e como definir a estratégia e um plano de adoção bem sucedidos. Trazemos informações sobre a ampliação do uso, pelas empresas brasileiras, da adoção do EA como ferramenta de modelagem de sistemas com base na linguagem UML. Apresentamos iniciativas desenvolvidas em parceria com a SUCESU-SP (workshops), IDS-Scheer (do processo ao software) e com a CA Computer Associates (gestão de processos de armazenamento). Nossa equipe está à sua disposição para auxiliá-lo. Entre em contato.

 

Boa leitura.

 

João Contart Neto

 


I) PROCESSOS DE NEGÓCIOS E GESTÃO DA ORGANIZAÇÃO

As ferramentas de automação de processos de negócios (BPMS)

O mercado brasileiro experimenta a descoberta dos benefícios da adoção de ferramentas de BPMS para criar governabilidade sobre processos críticos de negócios. A implantação dessa classe de ferramentas permite integrar diferentes sistemas da empresa em um portal que orquestra a execução das diferentes tarefas. Uma vez implantado, um Sistema BPMS passa então a coordenar a execução dos processos nele configurados, apontando situações críticas através de alertas e fornecendo indicadores operacionais e gerenciais.  Ferramentas brasileiras como o Ágiles da Imagetec e internacionais como o Aion da CA, o Fuego, o Biztalk da Microsoft  consolidam cada dia mais sua importância na arquitetura de Sistemas e TI da empresa moderna brasileira. A escolha e o planejamento de implantação de uma ferramenta BPMS exigem cuidados relativos às suas funcionalidades e principalmente nas questões da mudança organizacional envolvida.  Conheça mais sobre o tema solicitando informações adicionais através de nosso eMail info@ctgi.com.br. Mande-nos sua questão sobre o tema.

O Governo amplia a adoção da Gestão por Processos e as ferramentas BPMS.

Na CONIP, maior feira de tecnologia de informação para o setor de governo, foi possível observar um grande movimento do setor governamental para adotar melhores práticas e implementá-las sobre uma infra-estrutura robusta de tecnologia de informação. Os dois temas que fundamentam esse movimento são a gestão por processos e as ferramentas BPMS – Business Process Management Systems, os sistemas especializados em automatizar e gerenciar processos de negócios.

A CTGI, em parceria com a Fundação Vanzolini, ofereceram aos participantes da CONIP, nos dias 17 e 18 de Maio, o curso “BPMS em Governo”. O Treinamento contou com audiência de diretores, gerentes e demais executivos de órgãos dos governos federal, estaduais e municipais. Estiveram presentes equipes do Banco Central do Brasil, Tribunal de Contas da União, Secretarias de Meio Ambiente estaduais e municipais, bem como diretores de centros de processamentos como a PRODAM, SERPRO, CEPROMAT, Prefeituras de São José do Rio Preto, de Miraflores/Peru, Ipatinga entre muitos outros.

O governo entendeu que as novas tecnologias associadas aos conceitos de gestão por processos podem integrar ativamente diversos órgãos da administração, reduzindo burocracias criando visibilidade e provendo melhores serviços à população. Os profissionais presentes na CONIP estão em busca de condições para usar esses conceitos e tecnologia no aprimoramento da administração pública, com grandes resultados para a população e para os setores empresariais nacionais.

 Sabemos que soluções adequadas com uso de integração de processos podem ampliar a competitividade do Brasil, reduzindo a burocracia exigida pelos órgãos públicos que emperra e onera as empresas, integrando diferentes órgãos de governo reduzindo tempos e ciclos de decisão. Enfim um valor muito elevado para otimizar a relação Estado-empresa e Estado-cidadão, ampliando a competitividade final de nosso país.  Veja mais sobre a CONIP em www.conip.com.br. Faça o download da apresentação da CONTART em parceria com a Fundação Vanzolini em www.ctgi.com.br/psti_conipgeral.aspx


II) PROCESSOS EM SISTEMAS E TI

SISTEMAS para suportar a implantação do I.T.I.L e do COBIT

O mercado brasileiro conta hoje com excelentes fornecedores de pacotes que suportam nativamente os processos do I.T.I.L. e do COBIT.  Entre esses produtos estão o Unicenter Service Desk da CA e o PEREGRINE Service Desk. Com a escolha e implantação de um desses grandes sistemas de mercado, a empresa acelera a adoção dos padrões bem como passa a usufruir de técnicas e rotinas já existentes nos produtos e nos serviços a eles associados. Todavia, é importante salientar que a empresa em busca de implantação do ITIL e COBIT, pode optar por desenvolver ou aprimorar um sistema interno para que ele suporte os processos e as práticas recomendadas nesses padrões. Algumas empresas importantes seguiram esse caminho, evitando assim a implantação de um novo grande pacote de software. A abordagem de desenvolvimento próprio exige compromissos em recursos, prazos e funcionalidades.

Acertando na escolha dos treinamentos em COBIT e ITIL

Nossos clientes compartilharam suas experiências, erros e acertos, na escolha de treinamentos em COBIT e ITIL. A seguir sintetizamos essas experiências e observações, para que você possa usá-las como referência na escolha de um treinamento adequado ao seu contexto.   O mercado oferece hoje essencialmente três classes de treinamentos: i) cursos informativos ou apenas para certificação;  ii) cursos “out-of-the box” trazidos pelas empresas multinacionais;  e iii) cursos formativos completos com viés teórico e prático. 

Os cursos informativos ou apenas para certificação caracterizam-se por trazerem pouca riqueza de materiais, exemplos e práticas embora atendam à função essencial de informar sobre o tema e de disponibilizar a terminologia básica sobre o assunto. Em geral são ministrados por instrutores que estudaram o assunto embora não tenham longa vivência e prática. Esses cursos não transmitem as noções práticas de aplicação desses padrões. Seus valores situam-se de R$ 450,00 a R$ 1.000,00 por pessoa em turmas abertas.  Uma apostila desses cursos, quando existente, contém apenas 40 a 50 páginas.

A segunda categoria, a dos cursos “out-of-the-box” possuem intenso e rico material didático, pois em geral foram trazidos de experiências européias de sucesso. Sua aplicação no Brasil é em geral feita por consultores de empresas multinacionais que estudaram os padrões. Em geral carecem também do viés prático e da contextualização ao cenário nacional, mas contam com marcas de renome internacional. Seus valores situam-se entre R$ 1.850,00 e R$ 3.500,00 por aluno em cursos abertos.

Os cursos formativos completos são aqueles que oferecem a melhor relação custo-benefício, pois trazem um robusto material didático, exercícios práticos adequados ao cenário nacional e à pratica corrente de TI nas empresas brasileiras. São sempre ministrados por consultores com ampla experiência prática que transmitem, além dos conceitos teóricos, as noções de aplicabilidade desses padrões.  As apostilas possuem cerca de 200 páginas e em geral são acompanhadas de um CD com vasto material complementar de consulta. Esses treinamentos são oferecidos por empresas nacionais especializadas no assunto a um custo que oscila entre R$ 1.250,00 a R$ 2.500,00 por aluno, em cursos abertos.

Recebemos diversos relatos de empresas que optaram por contratação de treinamentos de menores custos e frustaram-se. As empresas que optaram pelos treinamentos “out-of-the-box” obtiveram bons resultados embora tivessem a percepção de que a parte prática é frágil e o custo das marcas internacionais é elevado. Portanto, a experiência tem mostrado que os treinamentos da terceira classe, os formativos completos,  são aqueles que melhor resultado tem apresentado, pois garantem a formação conceitual e também a compreensão de sua aplicação real, com objetivos e resultados alcançáveis. O contexto de sua empresa e de seu mercado determinará a escolha mais adequada.

Outra excelente opção de contratação são os treinamentos “in-company” com turmas fechadas. Em geral esses treinamentos custam de R$ 10.000,00 a R$ 17.500,00 para a modalidade cursos formativos completos. Nessa condição obtém-se a melhor relação de custo por aluno.

Caso precise de mais informações sobre os treinamentos basta nos enviar um eMail (info@ctgi.com.br). Caso deseje conhecer nossos treinamentos visite www.ctgi.com.br/treina_psti.aspx                                                                 

Como definir a estratégia e um plano de adoção do ITIL bem sucedidos

As empresas nacionais ampliam a adoção das práticas recomendadas na biblioteca I.T.I.L. Atualmente, as empresas buscam não apenas a certificação de seus profissionais, mas também obter resultados concretos na melhoria dos serviços prestados por Sistemas e TI para a organização e para os clientes finais.  Em geral os principais processos que inicialmente são implementados pelas empresas no Brasil são o Service Desk, a Gestão de Incidentes e a Gestão de Mudanças. Em seguida aparecem as disciplinas de Gestão de Problemas e o SLM (Service LeveL Management), ficando as demais disciplinas para fases posteriores. Para o estabelecimento de um bom plano de adoção do ITIL é necessário seguir algumas etapas que irão garantir o sucesso do projeto. Um dos principais instrumentos para a avaliação da situação da empresa e para a definição da estratégia de implantação, é o “I.T.I.L. Assessment”, um serviço que ao mesmo tempo em que avalia a real situação da empresa acerca dos processos de I.T.I.L., estabelece a melhor estratégia para sua implantação ou aprimoramento (define um “roadmap”). 

O ITIL apresenta em seu “livro verde” as recomendações para uma implantação bem sucedida de seus processos em uma instituição. As empresas que têm obtido sucesso nas etapas de planejamento e posterior implantação estão seguindo as recomendações essenciais já consolidadas pelo mercado e documentadas na própria biblioteca ITIL. Essas etapas podem ser resumidas em: a) Compreender os objetivos reais da necessidade de adoção do ITIL pela instituição;  b) Efetuar uma avaliação do estágio atual dos processos da empresa em relação ao ITIL  (o “ITIL Assessment”)  e c) desenhar o plano de implantação (roadmap) considerando todas as transformações necessárias nas diversas dimensões dos processos envolvidos (pessoas, métricas, recursos, infra-estrutura, sistemas, etc.).

O plano de implantação deve ter três grupos fundamentais de atividades: 1) as iniciativas de curto prazo e resultados rápidos (“quick-wins”), fundamentais para consolidar a idéia de que o ITIL é realmente valioso para a instituição e também criar a mobilização necessária para a transformação; 2) A visão de longo prazo e as etapas necessárias para atingi-la, com metas intermediárias bem definidas; 3) Para cada etapa, um planejamento detalhado do projeto de implantação que considere todas as dimensões da transformação de processos.

Consulte mais sobre o I.T.I.L. em www.ctgi.com.br/psti/pstigeral.htm. Faça o download do PDF explicativo do ITIL Assessment, principal instrumento para o desenho do plano de implantação, em www.ctgi.com.br/psti/ITILassessment.pdf


SUCESU-SP e CONTART oferecem o workshop FUNDAMENTOS DE PROCESSOS EM SISTEMAS E TI

A CTGI e a SUCESU-SP associaram-se para oferecer aos profissionais da área de TI o workshop FUNDAMENTOS DE PROCESSOS EM SISTEMAS E TI, um workshop cujo objetivo é apresentar quais são os padrões atualmente aceitos pelo mercado, quais os conceitos essenciais para se trabalhar com esses padrões, e como praticá-los. Serão abordados os conceitos de governança em TI, os muitos padrões existentes e aqueles que mais se destacam em cada área, suas características e como selecionar aqueles mais apropriados ao seu contexto. Destaque especial para o COBIT, ITIL e a BS7799/ISO17799.

O workshop será oferecido em turmas de até 30 pessoas a serem ministradas ao longo de 2005. A primeira será efetuada em 31/Maio e há a previsão para duas outras turmas no segundo semestre. Saiba mais em www.ctgi.com.br/pstisucesusp.aspx

COMPUTERS ASSOCIATES e CONTART desenvolvem abordagem para a gestão completa do ciclo de armazenamento em ambientes de plataforma baixa.

A CTGI em trabalho conjunto com a CA – Computer Associates desenvolveu abordagem para aplicação dos produtos da linha Unicenter e Brighstor para o gerenciamento completo do ciclo de gestão de capacidades de armazenamento em grandes ambientes corporativos. A solução envolve a integração da visão de negócio e dos processos de gerenciamento de storage, mapeadas através das metodologias da CONTART, às ferramentas estado-da-arte fornecidas pela CA. Essa solução permite que empresas e instituições de governo com grandes volumes de armazenamento de informações gerenciem eficazmente seus recursos. Conheça mais sobre os produtos da CA em www.ca.com. Caso necessite de maiores detalhes sobre os serviços em plataformas da CA, envie-nos uma consulta através do eMail info@ctgi.com.br.

 


III) ENGENHARIA DE SOFTWARE

Amplia-se a adoção do Enterprise Architect entre as empresas Brasileiras

Com a expansão do apoio ao software nacional, o crescimento da indústria de desenvolvimento de sistemas, investimentos internacionais chegando ao Brasil na área de tecnologia de software, as empresas descobrem os benefícios da adoção de uma ferramenta de modelagem de sistemas com base na linguagem UML.

O Enterprise Architect (EA), a ferramenta de melhor relação custo-benefício para modelagem de sistemas, continua encantando seus usuários e ampliando os benefícios que traz para as empresas que o adotam. Ele vai além da modelagem e permite o gerenciamento completo do ciclo de desenvolvimento de softwares contemplando suporte às técnicas atuais de orientação a objetos, componentização e reuso, bem como integração com ativos já existentes na empresa.  Empresas desenvolvedoras e usuárias finais estão se beneficiando dos  baixos custos do EA e da existência de suporte e atendimento completo no Brasil.

Recentemente a Roche Química, a Redecard e Orbitall licenciaram o EA através da Contart Tecnologia e Gestão. No Brasil o EA já é utilizado por empresas que estão na dianteira das melhores práticas em Engenharia de Software, entre elas Bovespa, Natura, Honda, Ecorodovias e Universidade de São Paulo.

As licenças do EA podem ser adquiridas no Brasil a custos competitivos. O Cliente também pode contratar serviços de suporte especializados na ferramenta e na linguagem UML.  Recentemente a modalidade FLOATING de licenciamento foi disponibilizada, ampliando a possibilidade de uso do produto dentro dos departamentos de sistemas. Você pode experimentar o EA e comprovar seus benefícios.

Conheça mais sobre o EA em www.ctgi.com.br/sol_engsoft1.aspx . Você também pode obter a versão de teste do EA em nosso site, no link  www.ctgi.com.br/trialEA.aspx

.Do PROCESSO ao SOFTWARE

A CTGI em trabalho conjunto com a IDS-Scheer, mais importante empresa fornecedora de software de BPA (Business Process modeling and Analisys) desenvolveu metodologia que permite gerar os diagramas de especificação de construção de software com base na linguagem UML, a partir de um desenho de processos.  Com essa metodologia é possível estabelecer uma forte relação entre as práticas de modelagem e desenho de processos e as atividades de planejamento e construção de sistemas.  Uma empresa que faça seus desenhos de processos adotando uma das linguagens de modelagem de processos aceitas pelo mercado, pode então criar as especificações de sistemas que nortearão a construção de software. A construção pode ser executada por “fábricas de softwares” subcontratadas ou por equipes internas. Além da metodologia de documentação, as empresas estão preparadas para auxiliar na implantação dessa abordagem, estabelecendo uma forte relação entre as áreas de processos de negócios e as equipes de desenvolvimento de sistemas.


 

   Atendimento/Contato :

 

Fone (11) 3722-2335

eMail info@ctgi.com.br.

 

 

 

CONTART Tecnologia e Gestão

Rua dos Três Irmãos, 160 Cj. 41

São Paulo - SP

 

Tel: +55 (011) 3722-2335

 
 

Hosting: Brasilsites.com